sábado, 4 de outubro de 2014

65 RAZÕES (ENTRE MUITAS OUTRAS) PARA NÃO VOTAR NO PT - Vamos até 100 razões para não votar no PT - Dê a sua contribuição


65 RAZÕES (ENTRE MUITAS OUTRAS) PARA NÃO VOTAR NO PT

O PT foi fundado em 1980 e atuou na oposição nacional durante 22 anos, até alcançar o poder com Lula, em 2003. Durante esse período, se você observar direito, o PT atrapalhou sucessivos governos. Só para recordar:

1. o PT votou contra a Constituição Federal
2. foi contra o Plano Real
3. criou organizações para promover a luta de classes, conflitos raciais, conflitos de gênero, invasões de terra, violência sindical.
4. foi contra todas as privatizações
5. contra a lei de responsabilidade fiscal
6. contra o cumprimento de nossas obrigações com credores externos
7. contra a geração de superávit fiscal
8. contra o agronegócio e agricultura empresarial que o PT queria (e ainda quer) substituir por assentamentos do MST.
9. Durante 22 anos foi um partido golpista, tentando derrubar quem se antepusesse a seu projeto de poder.
10. Se é verdade que, enquanto na oposição, o PT apontou à nação alguns corruptos, firmando um conceito de partido diferente, formado por gente do bem, gente honesta, também é verdade que assassinou reputações, e quando chegou ao poder juntou-se aos maiores canalhas da República e deu no que se viu.
11. VEJAMOS, AGORA COMO SÃO AS COISAS COM O PT NO GOVERNO.
12. O PT, no governo, mostrou ser um partido capaz. Capaz de qualquer coisa.
13. Há 12 anos, tenta reimplantar a censura através do marco regulatório da imprensa que pretende criar uma arbitragem sobre conteúdos.
14. da criação do Conselho Federal de Jornalismo para punir jornalistas considerados incômodos;
15. do PNDH-3;
16. marco civil da internet, que inicia censura virtual;
17. PLC 122 (da "homofobia") e seus disparates;
18. imposição do "politicamente correto" e da novilíngua; das confabulações do Foro de São Paulo;
19. apoio e refúgio a terroristas (Cesar Battisti é apenas um dos casos);
captura e devolução a Fidel dos boxeadores cubanos;
20. apoio aos governos comunistas de Cuba, Venezuela e Bolívia;
21. incondicional afeição a qualquer patife adversário do Ocidente;
22. homenagens e nomes de ruas para líderes comunistas;
23. memorial para Luiz Carlos Prestes;
24. apoio explícito a companheiros condenados pela justiça por graves crimes;
25. verdadeira fobia por presídios e órgãos de segurança, resultando em gravíssima instabilidade social;
26. absoluta e incondicional dedicação aos direitos humanos dos bandidos;
27. empenho em inibir a ação armada das instituições policiais;
28. dedicação à causa do desarmamento dos cidadãos;
29. recusa à redução da maioridade penal;
30. criação do MST e apoio às suas truculentas invasões de propriedades rurais;
31. apoio a invasões no meio urbano e a políticas que restringem o direito de propriedade;
32. cobertura às estripulias imobiliárias dos quilombolas;
33. avanços do Código Florestal contra o direito de propriedade;
34. expansão das reservas indígenas sobre áreas de lavoura;
35. mudança, para pior, do Estatuto do Índio;
36. supressão de símbolos religiosos em locais públicos;
37. destruição de valores morais e familiares nas escolas;
38. lei da palmada;
39. apoio à legalização do aborto;
40. políticas de gênero;
41. kit gay nas escolas;
42. apoio à parada gay,
43. à marcha das vadias e
44. à marcha pela maconha;
45. leis de cotas raciais que oficializam o racismo;
46. uso de livros didáticos para doutrinação ideológica;
47. o “Foro de São Paulo” onde ditadores e simpatizantes entram em conluio para produzir a hegemonia marxista na América Latina;
48. fim da lei de anistia e manipulação da História para transformar guerrilheiros e terroristas comunistas em paladinos da democracia;
49. aparelhamento da administração pública e dos órgãos de Estado pelos partidos do governo;
50. criação de uma infinidade de ONGs financiadas pelo governo para
51. servir a seus objetivos políticos com dinheiro da nação.
52. perdoou dívidas de ditadores africanos e tiranetes sul-americanos enquanto cobra centavo por centavo as dívidas dos estados e municípios brasileiros.
53. financiamento de obras para maus pagadores. No caso do port0 cubano de Mariel, o PT investiu ali nos últimos anos 10 vezes mais do que nos portos brasileiros.

54. uso do programa mais médicos para financiar a ditadura cubana.
e bem recentemente o decreto 8423 que instituiu os conselhos bolivarianos no Brasil, em afronta à Constituição e ao Congresso Nacional.
55. Ausência de prioridades na gestão pública, tomando decisões irresponsáveis, como as campanhas para atrair a Copa de 2014 e os jogos Olímpicos de 2016.
57. Anúncios estrondosos e realizações ínfimas;
58. obras que se desenvolvem lentamente ou ficam paralisadas,
cronogramas furados, preços superfaturados
59. corrupção
60. defesa de criminosos condenados pela justiça
61. apropriação do setor público pelos partidos do governo como se o país fosse o botim a ser partilhado entre os vencedores.
62. Total desacerto na gestão pública!
63. 40 ministérios que viraram fatias de um bolo para a festa dos governantes.
64. Como se viu no início desta exposição, o PT, na oposição, é um partido que não deixa governar.
65. E como se viu agora, o PT é um partido que não sabe governar.

Portanto, no dia 5 de outubro, não se trata de não eleger Dilma. É isto, mas é muito mais do que isto. É reduzir o PT à menor dimensão possível.

O problema do Brasil não é Dilma, não é Lula. O problema é o PT.
O PT é um partido que não governa e não deixa governar.
Por isso, é um partido que faz mal ao Brasil. Por isso é um partido que já fez tanto mal ao Brasil!
Você pode estar se perguntando: Mas não existe gente boa no PT? Claro que há. Mas o problema está no partido. O partido dessa pessoa boa é um partido que faz mal ao Brasil e deve ser mantido longe do poder e a quilômetros de distância dos cargos públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário